missao-depoimentos

Japan Plant Tour

PRÓXIMA EDIÇÃO 05 a 08 de outubro de 2017

ENTRE EM CONTATO E SAIBA MAIS

DEPOIMENTOS de alguns participantes das missões

 

Voltar à Missão Japão

 

EDIÇÕES ANTERIORES

(ordem Alfabética)


ADOLAR SPEZIA
ADOLAR SPEZIA (CSM)
Para mim, a Missão da IMAM ao Japão é um sonho realizado. Realmente é um aperfeiçoamento profissional. Detectei muitas oportunidades para aplicar as técnicas e metodologias na empresa.

ADRIANO JOSÉ DE COSTA
ADRIANO JOSÉ DE COSTA (MARCOPOLO)
A oportunidade de vivenciar a cultura e entender a aplicação das técnicas japonesas em seu ambiente permite a compreensão da filosofia na sua totalidade e as razões que levaram as empresas a adotarem esses conceitos, além de contribuir com o desenvolvimento profissional e garantir a correta disseminação desse sistema dentro da organização, viabilizando inúmeras oportunidades de melhorias.

ALBERTO R. CALCAGNOTTO
ALBERTO R. CALCAGNOTTO (MARCOPOLO)
Limpeza, organização e disciplina são a base do sucesso.

ANA PAULA HERTEL DUTRA
ANA PAULA HERTEL DUTRA (DURATEX)
A Missão da IMAM ao Japão vai contribuir para a implantação ou melhoria de programas existentes em nossa empresa pois permitiu ver ?in loco? a melhoria contínua, em que nada é tão bom que não possa ser melhorado. A disciplina, organização e preocupação em fazer com excelência são pontos de destaque.

BRUNO BARBIERI
BRUNO BARBIERI (SUSPENSYS)
Acredito que para aumentarmos nossa produtividade devemos aumentar nosso grau de exigência e reduzir nossos índices de rotatividade, aliados a fatores como automação, custos, flow-racks e principalmente kaizen. Desta maneira conseguiremos tornar nossa indústria altamente competitiva.

CAMILO SOUZA
CAMILO SOUZA (DURATEX)
Através da Missão ao Japão, realizada com a IMAM, pudemos conectar os valores históricos do povo japonês, sua cultura, seus hábitos, com a filosofia presente nas organizações visitadas. Há uma busca incessante pela excelência, com qualidade e tecnologia, colocando em primeiro lugar a segurança em cada processo.

DEJAIR ROBERTO CASTAGNA
DEJAIR ROBERTO CASTAGNA (GPANIZ)
A Missão Japão da IMAM, permitiu conhecer melhor a cultura japonesa e a sistemática de produção utilizado por este povo maravilhoso, educado e dedicado. Um povo que primeiro pensa no próximo para depois pensar em si mesmo.

EDINILSON VALIM
EDINILSON VALIM (RANDON)
A Missão ao Japão proporcionou um choque de cultura. Isto porque eu não vim simplesmente para aprender, mas para vivenciar com todos os meus sentidos o capricho, o foco, a disciplina, a harmonia entre simplicidade e tecnologia, ou seja, estas coisas tão simples que fazem a diferença no povo japonês.

EDMUNDO MUSSI FILHO
EDMUNDO MUSSI FILHO (MUSSI)
Vivenciar a cultura japonesa, incluindo suas técnicas, filosofias e tecnologia fornece a certeza que investir em processos e pessoas é garantia de perenidade de nossas empresas.

EDUARDO BANZATO
EDUARDO BANZATO (GRUPO IMAM)
Já é a 5ª vez que participo da Missão Japão e cada participação surpreende em relação a capacidade de superação de algumas empresas. Ter a oportunidade de falar com profissionais e interagir com uma cultura absolutamente diferenciada nos faz refletir e acreditar que podemos ser cada vez melhores.

EDUARDO GOMES FERREIRA
EDUARDO GOMES FERREIRA (SOFAPE/TECFIL)
A Missão ao Japão mostrou com evidências que a base do sucesso das empresas japonesas são: disciplina, foco no resultado e procura constante pela melhoria contínua de seus processos. Fica agora o desafio de implementar esta cultura em nossas empresas no Brasil.

Elizabete Simohara Mingarelli
Elizabete Simohara Mingarelli (Ricaeli)
Profissionalmente considero uma forma de aprendizado espetacular, vivenciando e visualizando processos diversos, sistemas, filosofias e tecnologias eficientes e que serão certamente base para muitas melhorias em nossa empresa. Agradeço a IMAM por todo o apoio que recebemos!

ELOAH DUQUES
ELOAH DUQUES (MECÂNICA INDUSTRIAL)
Através da Missão da IMAM ao Japão foi possível obter uma visão sistêmica de vários conceitos que, embora eu já conhecesse, nunca havia visualizado práticas tão eficazes. Abriu-se um mundo de possibilidades e essas informações serão compartilhadas com o time de trabalho.

FÁBIO DORETTO
FÁBIO DORETTO (GRUPO CARINO)
Participar da Missão da IMAM ao Japão permitiu-me conhecer a história e a cultura de um povo integradas às melhores práticas de produção e gestão de empresas locais.

Fernando Luís Secco
Fernando Luís Secco (Deca)
Gostei muito de participar da missão da IMAM ao Japão, pois além de conhecer várias empresas e suas filosofias de trabalho, pudemos também vivenciar a cultura japonesa. Isso faz com que, além de comparar nosso nível operacional, nos permite avaliar as oportunidades de melhoria e suas aplicações em nossa empresa. Recomendo!

FERNANDO RABOCH
FERNANDO RABOCH (CSM)
A Missão da IMAM me fez enxergar que somos vitoriosos por conseguir trabalhar com a nossa mão de obra e mostra que a cultura japonesa é um sonho a ser atingido.

FLÁVIO CEZÁRIO
FLÁVIO CEZÁRIO (AUTOGLASS)
A Missão me permitiu um mergulho na cultura do País e no eficiente modelo de gestão japonês, que mudou minha maneira de ver as oportunidades de melhoria em tudo que fazemos.

Flávio dos Anjos
Flávio dos Anjos (Autoglass)
Ir ao Japão e conhecer a cultura japonesa, as filosofias de gestão pela qualidade total em sua fonte foram além das expectativas. Tenho certeza que todo know how adquirido será aproveitado ao máximo, transformando essa enriquecedora experiência em resultados dentro da minha empresa.

GERSON FERRANTE
GERSON FERRANTE (SOFAPE/TECFIL)
Fazer o simples com disciplina e respeito é a melhor estratégia para o crescimento contínuo de uma organização.

GILBERTO CORSO
GILBERTO CORSO (MARCOPOLO)
Na Makita, percebi o alto grau de organização, empolgação e responsabilidade no desenvolvimento dos produtos, que é sempre voltado ao usuário e ao meio ambiente.

GILBERTO PRONDES
GILBERTO PRONDES (MARELLI)
A Missão da IMAM ao Japão me oportunizou o contato com uma cultura muito diferente do que praticamos no Brasil. Verificamos na prática a aplicação de ferramentas que são reconhecidas como sendo base para empresas que são competitivas a nível mundial.

GLAUCO M. BONIFÁCIO
GLAUCO M. BONIFÁCIO (PERBRÁS)
O que mais nos chamou a atenção foi a disciplina, seriedade e concentração com que os japoneses realizam suas atividades. Vimos que as ferramentas de gestão são amplamente divulgadas, aplicadas e cobradas no chão de fábrica.

GUSTAVO RIBEIRO
GUSTAVO RIBEIRO (HARALD)
A Daiwa House chamou a atenção pela organização e eficiência dos processos. Para eles, missão dada é missão a ser cumprida.

GUTO MENDONÇA
GUTO MENDONÇA (INTELBRAS)
A Missão da IMAM ao Japão está apenas começando para mim. Tenho agora, na minha empresa, a tarefa de fazer acontecer o que presenciei nestas visitas às empresas japonesas.

Hugo Leonardo Scudeler
Hugo Leonardo Scudeler (Duratex)
Nesta missão conheci diferentes empresas com metodologias, sistemas, técnicas de extrema excelência relativas à produtividade. Isto possibilitou muitas reflexões e avaliações em busca de potenciais de desenvolvimento e melhorias dentro de nossos processos.

JORGE NINOMIYA
JORGE NINOMIYA (GRUPO IMAM)
É maravilhoso ver na prática o sistema Just-in-Time que aprendemos em teoria. Muitas vezes ficamos em dúvida se realmente funciona, mas pudemos verificar durante a visita ao grupo da Toyota. Temos contato também com outras metodologias japonesas como o TQM e TPM, além da milenar cultura japonesa.

José Daniel Bauer
José Daniel Bauer (Deca)
As empresas japonesas são muito competitivas, pois possuem foco na produtividade e redução de custos, através da padronização e controle das atividades, treinamento e objetividade nos processos.

JOSÉ FURLAN
JOSÉ FURLAN (J.L. FURLAN)
O que mais me chamou a atenção foi a cultura japonesa da dedicação ao aperfeiçoamento no trabalho sempre pensando na produtividade e qualidade.

JOSÉ MAURÍCIO BANZATO
JOSÉ MAURÍCIO BANZATO (GRUPO IMAM)
Participar desta 40ª Missão de Estudos da IMAM ao Japão, que já organizou e conduziu desde 1984, mais de 700 executivos brasileiros e da América Latina, foi mais uma notável experiência na checagem ?in loco?, em 14 empresas visitadas, como eles conduzem a gestão de seus profissionais, que são altamente qualificados e cumprem rigorosamente as normas e metodologias especificadas e com um senso comum de cultura e postura de ordem e disciplina buscando sempre a melhor qualidade e produtividade. O conceito de KAIZEN, melhoria contínua é lembrado e aplicado em qualquer atividade empresarial, sempre lembrando, até hoje, as máximas de TAIICHI OHNO (Missão IMAM 1986) que nos recomendava buscar sempre o SIMPLES e evitar o EXCESSO em todos os sentidos da vida.

LUIZ GUSTAVO GOMES CRUZ
LUIZ GUSTAVO GOMES CRUZ (LOJAS SALFER)
A Missão da IMAM ao Japão foi um verdadeiro choque cultural, gerando várias reflexões sobre a simplicidade por trás da alta qualidade. A equipe de apoio da IMAM tem papel fundamental no processo de tudo que é visto e nas discussões quanto à aplicabilidade. Volto para a empresa cheio de ideias e energia para aprimorar nossos processos.

LUIZ ROBERTO ANTUNEZ
LUIZ ROBERTO ANTUNEZ (MONTEPINO)
Foi uma grande oportunidade que eu tive na minha empresa de aprender muito com a Missão da IMAM. Sem dúvidas, vou ter condição de repassar muita coisa que aprendi para a companhia. Valeu muito a pena conhecer esse mundo que é o Japão.

Marcio Alexandre Cardoso Zamora
Marcio Alexandre Cardoso Zamora (Duratex)
Desde que entrei na Duratex, há quinze anos, tenho acompanhado o pessoal de minha empresa que esteve em missões ao Japão pela IMAM, anteriores a esta, e, como muito do que foi visto, foi sendo incorporados aos nossos processos, sistemas, enfim, em nossa cultura. Agora que tive esta oportunidade, tenho certeza de poder contribuir ainda mais através de técnicas, metodologias e a própria filosofia, adquiridas nas visitas às empresas.

MARCOS ANDREOLLA
MARCOS ANDREOLLA (MARCOPOLO)
Esta Missão ao Japão nos permite consolidar os conceitos lean de produção reiterando a melhoria contínua pelo conhecimento prático das filosofias das empresas visitadas, vendo seus métodos e o comprometimento na manutenção e perpetuação dos mesmos, desde a diretoria até os colaboradores de chão de fábrica.

MARCOS CIRNE
MARCOS CIRNE (QUALYTRAIL CONSULTOR)
Após análise da Missão de estudos ao Japão, a conclusão que cheguei é a concretização das metodologias e filosofias japonesas transformadas em marcas de sucesso mundial.

MARCOS FURLAN
MARCOS FURLAN (J.L. FURLAN)
O que mais me impressionou foi o Just-in-Time aplicado na Toyota, onde na linha de produção tem modelos de carros diferentes sendo montados ao mesmo tempo. A capacidade de superação, fazer o melhor todos os dias com qualidade e zero desperdício dos japoneses são um exemplo a serem seguidos.

MARCOS MANOEL LOPES JUNIOR
MARCOS MANOEL LOPES JUNIOR (CBC)
O segredo da cultura japonesa estã em perseguir a busca da superação de cada indivíduo, com a humildade de saber que podem ser os melhores.

MARIANA MOURA PICOLO
MARIANA MOURA PICOLO (GRUPO IMAM)
Uma viagem como esta, ao Japão, é certamente uma rica experiência profissional e pessoal. Conhecemos um país encantador, que se supera a cada adversidade que a Natureza lhe impõe, e um povo extremamente educado, gentil, organizado e dedicado a tudo que faz.

MARIE CARTEIRO
MARIE CARTEIRO (NAKA INSTRUMENTAÇÃO)
A Missão da IMAM ao Japão me proporcionou um valioso aprendizado não só sobre a cultura japonesa em geral, mas sobre a metodologia, técnicas e sistemas aplicados nas empresas que visitamos, os quais possibilitarão uma adaptada aplicação a curto e médio prazo na empresa da qual faço parte.

Mario Narita Simohara
Mario Narita Simohara (Ricaeli)
Gostei muito da missão. Com certeza aplicaremos muito do que vimos das empresas que visitamos. Obrigado pela oportunidade!

MAURICIO DE CONTO
MAURICIO DE CONTO (MARCOPOLO)
Conhecer novas culturas, empresas e formas de trabalhar nos capacita a melhorar nossos processos pessoais e evoluindo como pessoa. Independente do nível de automação das empresas, o diferencial delas está nas pessoas.

NEWTON ALMEIDA NOVAES JUNIOR
NEWTON ALMEIDA NOVAES JUNIOR (DURATEX)
Mesmo visitando empresas em estágio semelhantes às nossas, podemos fazer um benchmarking para traçar metas futuras.

OSCAR BARBIERI
OSCAR BARBIERI (MARCOPOLO)
Fazer desde a primeira vez bem feito.

OSMAR CROCOLI
OSMAR CROCOLI (GPANIZ)
De tudo que vimos, concluímos que precisamos de quatro pilares para sustentação da filosofia lean, que são: segurança, qualidade, custo e eficiência e tudo isso sem provocar danos ao ambiente.

OSMAR PIOLO
OSMAR PIOLO (MARCOPOLO)
Missão de extrema importância, aonde podemos aplicar no dia a dia, conhecimentos relacionados a cultura, disciplina, processos, trabalho em equipe, atingindo os resultados esperados pelos acionistas.

Otávio Massashi Mine
Otávio Massashi Mine (Autoglass)
A Missão ao Japão da IMAM nos permitiu observar que é possível combinar produtividade com automação humanizada. Certamente o foco na simplificação do pensamento geral abrirá novas oportunidades de melhorias em métodos e processos.

Ramon Cristiano da Silva Gouvêa
Ramon Cristiano da Silva Gouvêa (Autoglass)
Missão da IMAM ao Japão permitiu-me conhecer na prática vários métodos relacionados à qualidade e produtividade, dessa forma, retorno à minha empresa com objetivo de compartilhar as informações e conhecimentos que obtive, pois assim poderemos avaliar as oportunidades de melhorias.

REINALDO A. MOURA
REINALDO A. MOURA (GRUPO IMAM)
A Missão Japão é uma ótima oportunidade para o desenvolvimento de nossos engenheiros e como preparação dos processos sucessórios nas empresas. Também é uma boa oportunidade para reconhecimento dos melhores colaboradores. Participo desde 1984 das Missões Japão, e completamos em 2012 a missão de nº 41.

REINALDO FANTOZZI JUNIOR
REINALDO FANTOZZI JUNIOR (PLASFAN)
Sem a IMAM não teríamos a oportunidade de visitar 14 empresas no Japão e com o apoio da coordenação que cumpriu todo o combinado.

RENATO RABOCH
RENATO RABOCH (CSM)
As metodologias, sistemas e técnicas japonesas são perfeitamente aplicadas, aliadas a uma forte gestão de pessoas.

RENI PEDRO TESSARI
RENI PEDRO TESSARI (MARCOPOLO)
A Missão da IMAM ao Japão, permitiu-me a conhecer e entender a cultura do povo japonês onde evidência a educação, disciplina, respeito, simplicidade, honestidade e a harmonia em tudo que é feito por este povo, e todos estas qualidades são refletidas nas organizações.

Rodrigo Gonçalves do Reis
Rodrigo Gonçalves do Reis (Autoglass)
A Missão ao Japão foi fantástica. O comprometimento e a disciplina que vimos nos colaboradores das fábricas que visitamos, explicam em muito o fato de possuírem tamanha qualidade em seus produtos, bem como a eficiência de suas unidades produtivas.Sem dúvida, essa experiência contribuirá para ter uma visão ainda mais crítica quanto às oportunidades de melhoria em nossa empresa, maior conhecimento, para garantirmos a atuação sobre as mesmas com maior qualidade.

SEBASTIÃO CARACAS
SEBASTIÃO CARACAS (PERBRÁS)
Quando ficou confirmada a minha participação na Missão ao Japão, me preparei para respirar um Ar mais puro em virtude da cultura japonesa, e a cada dia que se passava, percebi que este ar estava cada vez mais oxigenado, nos fornecendo mais energia para tentarmos aprender e poder acreditar que poderíamos trazer a todos que não puderam participar desta Missão, um pouco deste Ar. O que me marcou foi a disciplina do Japonês e o respeito pelo próximo, onde eles sempre pensam no coletivo.

SIDNEY RAGO
SIDNEY RAGO (GRUPO IMAM)
O Japão continua sendo o templo da produtividade e da melhoria contínua e daqui há alguns anos se tornará o templo das Empresas Verdes. Todas sem exceção estão investindo pesadamente em fontes de energia alternativas, economia de energia elétrica e melhores práticas ecológicas. Lema da TOYOTA: "Eco carros são produtos de eco fábricas, operadas por eco pessoas. Nesta missão pudemos observar a evolução em relação as missões passadas, com fábricas cada vez mais impecáveis, distâncias cada vez menores, com determinadas Empresas já brigando por centímetros de manuseios em postos de trabalho, perdas com movimentações de materiais antes automatizadas, desta vez eliminadas, e muita automatização onde se agrega valor, ou seja nas operações produtivas. Sinto que a cultura de disciplina e melhoria contínua está cada vez melhor e que a cada obstáculo que a natureza lhes impõe, melhor eles se tornam."

SILVIO COSTA
SILVIO COSTA (DURATEX)
Programa de visitas muito importante para conhecer e atualizar-nos sobre técnicas e ferramentas de gestão da produção e melhorias realizadas pelas indústrias japonesas visitadas. Digno de elogio a receptividade que tivemos nas empresas visitadas e também a organização e pontualidade das atividades desta missão.

TIAGO GOMES DA SILVA
TIAGO GOMES DA SILVA (HARALD)
Tudo que se lê sobre metodologias lean ou Sistema Toyota de Produção é uma realidade natural no Japão. Nossa empresa está caminhando a passos largos para esta realidade.

WILLIAM SANTOS NAKAYAMA
WILLIAM SANTOS NAKAYAMA (ALBERFLEX)
Com a Missão da IMAM pude conhecer os melhores sistemas organizacionais a nível mundial, além de me possibilitar um contato com a fascinante cultura do povo japonês.

Joomla SEF URLs by Artio