ARTIGOS

ARTIGOS E SÉRIES

Como reduzir o excesso de inventário

AbreVeja alguns fatores que devem ser observados para evitar desperdícios e reduzir o estoque.

Existem muitos métodos para reduzir o inventário e cada caso deve ser analisado individualmente. Mas listamos abaixo algumas ações que podem ajudar nesse processo.

Eliminação das causas do excesso de estoques

elimine o excesso de estoqueConheça alguns erros que mantém o estoque alto e saiba como agir para reduzi-lo

Nenhuma parte da cadeia de abastecimento é mais examinada detalhadamente, analisada e manipulada do que o estoque. E o motivo é claro: o excesso estoque amarra o capital de giro e ocupa espaço do armazém.

Quanto mais capital de giro for usado, menos lucro terá. As empresas de alto desempenho normalmente têm um gerenciamento de estoques bastante eficaz, enquanto as que mantém excesso de estoque em geral não têm bom desempenho.

Otimização dos estoques

Abre Uma nova onda de ferramentas de planejamento prepara o terreno para o estoque ágil e a realocação dos pedidos.

O gerenciamento por exceção pode ser o mantra das cadeias de suprimento em tempo real. Mas se uma empresa simplesmente automatizar sua capacidade de reação em vez de combinar isso com o melhor planejamento, as práticas em tempo real poderão fracassar. É por isso que mais empresas estão buscando uma nova onda de aplicações que otimizem os estoques, bem como sistemas para o gerenciamento dos pedidos distribuídos, dizem os especialistas.

Novo projeto de armazém

layout inteligente de armazemUm novo arranjo físico do armazém e uma nova combinação de estruturas porta-paletes ajudaram a Generac a agilizar sua cadeia de suprimentos e otimizar as entregas.

A Generac, fabricante americana de geradores de energia industrial e residencial, sabia que estava na hora de um novo centro de distribuição e um novo sistema de estruturas porta-paletes. A estocagem, separação e expedição ineficientes de produtos acabados de um armazém antigo e tradicional estavam dificultando a produtividade dos funcionários e a entrega dos produtos.

Adidas e Random House adotam teoria das restrições

teoria das restricoesAs duas empresas solucionaram problemas de estoque utilizando o método.

A abordagem típica de estoques adotada pelas empresas é o modelo "do empurrar": fábricas e CD socam produtos nas lojas e esperm que sejam vendidos. A TOC (teoria das restrições) prega o "puxar": a reposição de estoques conforme a demanda.

As restrições na TOC referem-se a qualquer coisa que represente um gargalo na produção ou distribuição, e a prescrição para a aplicação do TOC em um CD varia de acordo com a situação individual de uma empresa.

INDUSTRY 4.0

industria 4.0Com a IoT (“Internet of Things”) a Indústria consolida mais uma Revolução.

A indústria mundial tem passado por transformações ao longo dos últimos séculos. A cada grande mudança pela qual a indústria pssa, a história denomina de Revolução Industrial.
Para entender o atual estágio da Indústria 4.0, vale relembrar um pouco das Revoluções anteriores.

A Indústria 1.0, foi marcada pela Revolução Industrial do Século 19, onde a força mecânica, caracterizada pelo advento da máquina a vapor, fez história, pois viabilizou um grande crescimento das capacidades produtivas e de transporte.

O momento é de otimização na SCM

otimizacao na SCM

Por que aceitar a média e ser medíocre ao invés escolher o ótimo e operar com excelência na cadeia de suprimentos?


Não é de hoje que as empresas são desafiadas continuamente a encontrar formas cada vez mais inovadoras para melhorar níveis de serviço ao cliente, aumentar a qualidade e produtividade, reduzir custos operacionais e investimentos de capital de giro e manter a competitividade no mercado.

Quem tem “medo” da automação?

Medo da Automação - CópiaVocê já participou de alguma reunião onde uma pessoa sugere uma ideia relacionada à automação, seja de algum equipamento e/ou software e, automaticamente, alguém “mata” a ideia sem sequer deixar que ela seja apresentada?

WMS e TMS otimizam operações

A Austral Logística Integrada acaba de fechar contrato com a Store Automação para a implementação dos sistemas de WMS (“warehouse management system”, sistema de gerenciamento de armazéns) e TMS (“transportation management system”, sistema de gerenciamento de transporte).


Com uma carteira composta de cerca de 25 clientes do setor alimentício, entre eles Bauducco, Mabel e Marilan, a Austral fazia a gestão de seu armazém apenas com um controle manual de contagem e registro. Na medida em que seus clientes foram solicitando um maior controle de entradas e saídas, assim como os aspectos fiscais e de acompanhamento on-line dos processos, a operadora logística viu a necessidade de buscar ferramentas de mercado para amparar seus processos com agilidade e integridade de informações.

Simule a realidade

simulearelaidadeAntes de investir muitos milhões em suas operações logísticas, já pensou em simular e economizar alguns destes milhões?

A Revista LOGÍSTICA e SUPPLY CHAIN

A revista LOGÍSTICA & SUPPLY CHAIN destaca-se por sua qualidade editorial e pauta criteriosamente estabelecida com o auxílio de um Conselho Técnico Editorial formado por profissionais experientes e atuantes no mercado de logística, com o objetivo de desenvolver reportagens criativas e atuais para os leitores. A participação constante em eventos nacionais e internacionais garante a antecipação de tendências aos leitores.