Serviços

Notícias > Serviços

UPS e Ford investem em entregas por drones sem abrir mão dos motoristas

СНПЧ А7 Самара, обзоры принтеров и МФУ

UPSnova

Uma preocupação das empresas sempre foi passar a utilizar a tecnologia, porém, sem ter que deixar de usar sua mão de obra especializada.

A UPS quer aliar os recursos tecnológicos e as facilidades dos drones com a expertise de seus motoristas. Para isso, iniciou, na última semana, testes com seus caminhões elétricos e os drones para entregas em áreas residenciais e rurais em Tampa, na Flórida.

Os testes são considerados inéditos. A ideia central é utilizar os drones quando existem diversas entregas em uma rota regular na qual as paradas estão a quilômetros de distância da estrada. O envio de um drone a partir de um carro para fazer uma entrega acarreta na redução de custos com a quilometragem percorrida. Além disso, é possível verificar um aumento da eficiência operacional e redução das emissões no meio ambiente.

"Os motoristas são a identidade da nossa companhia e isso não vai mudar", garante Mark Wallace, vice-presidente sênior de Engenharia Global e Sustentabilidade da UPS. A empresa conta com 102 mil motoristas de entrega na estrada, todos os dias. As rotas rurais são as mais caras de atender em função do tempo e dos gastos exigidos com o veículo. O diferencial é que o drone é completamente autônomo, sem a necessidade de um piloto. Assim, o motorista fica livre para fazer outras entregas enquanto o drone realiza a atividade para a qual foi designado.

A Ford apresentou, recentemente, um conceito inovador de serviço de entrega nas cidades para tornar mais fácil o dia a dia das pessoas. Denominado “Autolivery”, o projeto prevê que as entregas sejam feitas por veículo autônomo elétrico juntamente com drones. A montadora defende que as vans sempre tiveram papel central na entrega de produtos, mas os drones, no entanto, são um fenômeno moderno. Porém, os dois podem trabalhar juntos para melhorar a mobilidade em áreas urbanas.

A ideia da Ford é de que vans urbanas poderão transportar qualquer produto, desde comida até remédios, de forma rápida e eficiente nas ruas das grandes cidades. Os drones, por sua vez, serão capazes de fazer a entrega pelo ar na última etapa da viagem, chegando a locais inacessíveis aos carros, como no alto de um edifício ou onde seja difícil estacionar. 

Participe e Comente

A Revista LOGÍSTICA e SUPPLY CHAIN

A revista LOGÍSTICA & SUPPLY CHAIN destaca-se por sua qualidade editorial e pauta criteriosamente estabelecida com o auxílio de um Conselho Técnico Editorial formado por profissionais experientes e atuantes no mercado de logística, com o objetivo de desenvolver reportagens criativas e atuais para os leitores. A participação constante em eventos nacionais e internacionais garante a antecipação de tendências aos leitores.