Tecnologia da Informação

Notícias > Tecnologia da Informação

Ford usa óculos 3d na linha de montagem do Ecosport

oculosaumentada2A Ford definiu a fábrica de Naberezhnye Chelny, na Rússia, onde produz o EcoSport e o Fiesta para o mercado europeu oriental, para realizar um novo experimento na linha de montagem: a equipe usa óculos 3D de realidade aumentada na produção dos modelos.

O objetivo é facilitar a localização de peças no estoque da linha e aumentar sensivelmente a eficiência da operação. 

Ainda em fase de teste, essa nova tecnologia, usada mundialmente por jovens como passatempo virtual, passa a ser empregada profissionalmente e dependendo dos resultados poderá ser adotada em outras unidades. O sistema é chamado “Pick by Vision” (“Separação pela Visão”) e não exige mais que meia hora para ser instalado e começar a funcionar.

Essa fábrica da Ford em joint-venture com a Sollers é uma das mais modernas do mundo. Ela foi destinada inicialmente para a produção do Fiesta, um sucesso europeu, e depois recebeu o EcoSport. Agora, prepara-se para produzir o novo modelo do utilitário esportivo já apresentado no Brasil.

Realidade aumentada
Desenvolvido pela ID-Rússia e pelo departamento de TI da Ford Sollers, o sistema usa os óculos de realidade aumentada HoloLens, da Microsoft, considerados os mais avançados com essa tecnologia. Além de vários sensores, são equipados com uma câmera de 2 megapixels para identificar a posição no espaço e projetam uma imagem com alta resolução de 2,3 megapixels para o operador.

O sistema opera com a aplicação de “marcadores visuais” nos locais de estocagem e, por meio dos óculos 3D, permite visualizar as peças que estão sendo requisitadas na linha de montagem. Ele então orienta o operador até o local exato onde elas estão estocadas, seja em estanterías ou em áreas no piso, por meio de setas de navegação no visor. A ordem de serviço com a lista de peças para cada veículo é transmitida via Wi-Fi para a interface visual dos óculos, pelo sistema integrado de gerenciamento do armazém. Todas as ativações da tela virtual são feitas por gestos ou comandos de voz, deixando o operador com as mãos livres. Após cada ação, o programa confirma a sua conclusão com uma mensagem no visor, reduzindo o número de erros e tornando todo o processo mais rápido.

Se o operador não estiver na caixa correta ou a quantidade de itens não corresponder ao pedido, a confirmação não é feita. Outra vantagem da tecnologia é a flexibilidade e simplicidade: se houver mudanças no estoque, um único especialista em TI pode reconfigurar todo o sistema rapidamente.

Participe e Comente

A Revista LOGÍSTICA e SUPPLY CHAIN

A revista LOGÍSTICA & SUPPLY CHAIN destaca-se por sua qualidade editorial e pauta criteriosamente estabelecida com o auxílio de um Conselho Técnico Editorial formado por profissionais experientes e atuantes no mercado de logística, com o objetivo de desenvolver reportagens criativas e atuais para os leitores. A participação constante em eventos nacionais e internacionais garante a antecipação de tendências aos leitores.