DICIONÁRIO

Dicionário de Logística On-line

Desenvolvido para profissionais da cadeia de suprimentos, comércio exterior, logística, manufatura, armazenagem, tecnologia, qualidade e produtividade. Inclui terminologias, acrônimos, códigos e abreviações, termos em inglês e sua correspondência em português.

145

começando com a letra:

G

  • GESTÃO À VISTA  (VISUAL MANAGEMENT)

    Sistema onde as informações necessárias para o gerenciamento estão à vista (exemplos: quadros, painéis na fábrica, luzes indicando o status das atividades). Serve para promover a participação de todos no melhoramento das atividades.

  • GESTÃO BASEADA EM ATIVIDADE  (ACTIVITY BASED MANAGEMENT – ABM)

    1. Modelo de gestão que redesenha o sistema de custeio tradicional das empresas, relacionando a distribuição de custos indiretos com as atividades que podem ser relacionadas à produtos ou clientes. 2. Processo que utiliza informações de custeio com base na atividade, análise da atividade e processos de negócio para a identificação das estratégias de negócio, melhorias no projeto, manufatura e distribuição do produto e eliminação das perdas nas operações.

  • GESTÃO DO CONHECIMENTO  (KNOWLEDGE MANAGEMENT – KM)

    Desenvolve sistemas e processos para aquisição e compartilhamento de ativos intelectuais por todos os funcionários e até parceiros da empresa.

  • Gestão orientada para processo  (PROCESS ORIENTED MANAGEMENT)

    Estilo de gerenciamento não apenas voltado para os resultados, mas, em particular, para o gerenciamento e melhoria dos processos. Os resultados derivados deste estilo de gerenciamento normalmente são evidentes a longo prazo, não a curto prazo (em termos de gerenciamento voltado para o resultado), mas são mais previsíveis e duradouros.

  • Gigo  

    Primeiramente usado no processamento de dados, significa “garbage in, garbage out” (se entra lixo, sai lixo). Se dados incorretos ou não- confiáveis forem colocados no computador, as informações geradas também serão incorretas e não-confiáveis. Se a equipe tirar conclusões com base em dados incorretos ou não-confiáveis, esta conclusão será considerada “lixo”. Se entra lixo, sai lixo.

  • GIPSY  veja CARRETO

  • GIRO DE ESTOQUE  (INVENTORY TURN)

    O número de vezes que o estoque renova-se durante o ano. Uma forma de calcular os giros de estoque é dividir a demanda anual do item pelo saldo médio em estoque. Outro modo é obter o custo médio de vendas de $20 milhões dividido entre um inventário médio de $2 milhões, significa que temos uma rotação de estoque de 10 vezes ao ano.

  • Giro de estoque  (INVENTORY TURN OVER)

    Número de vezes que um estoque é reposto durante um período de tempo, em outras palavras, uma medida de avaliação em gestão de estoque para sustentar um certo nível de vendas. É determinado dividindo-se o custo das mercadorias vendidas em um período pelo estoque médio para o mesmo período (geralmente o período é de um ano).

  • GIRO DE ESTOQUE TOTAL EM UMA CADEIA DE ABASTECIMENTO  (TOTAL SUPPLY CHAIN INVENTORY TURN)

    Total de unidades vendidas por ano dividido pela média das unidades dos produtos acabados nas mãos dos fabricantes e distribuidores dentro de uma cadeia de abastecimento, incluindo as prateleiras das lojas.

  • GIS – GEOGRAPHICAL INFORMATION SYSTEM  veja SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

Esconde a coluna direita

A Revista LOGÍSTICA & SUPPLY CHAIN

A revista LOGÍSTICA & SUPPLY CHAIN destaca-se por sua qualidade editorial e pauta criteriosamente estabelecida com o auxílio de um Conselho Técnico Editorial formado por profissionais experientes e atuantes no mercado de logística, com o objetivo de desenvolver reportagens criativas e atuais para os leitores. A participação constante em eventos nacionais e internacionais garante a antecipação de tendências aos leitores.