DICIONÁRIO

Dicionário de Logística On-line

Desenvolvido para profissionais da cadeia de suprimentos, comércio exterior, logística, manufatura, armazenagem, tecnologia, qualidade e produtividade. Inclui terminologias, acrônimos, códigos e abreviações, termos em inglês e sua correspondência em português.

14

com o termo:

TAXA

  • Disponibilidade Operacional x Taxa de Operação  (OPERATIONAL AVAILABILITY VS. OPERATION RATE)

    Disponibilidade operacional é a fração do tempo que uma máquina funciona adequadamente, quando necessário. Taxa de operação é a quantidade de tempo em um dado período (turno, dia etc.) em que uma máquina é utilizada.

  • ENTREGUE COM TAXAS PAGAS  (DELIVERED DUTY PAID – DDP)

    Significa que o vendedor transfere os bens ao comprador, já desembaraçados, no país importador, porém sem serem descarregados de qualquer meio de transporte no local de destino mencionado. O vendedor tem que assumir os custos e riscos até a chegada dos bens no local de destino mencionado, incluindo, quando for aplicável, qualquer tributo (cuja definição abrange a responsabilidade e o risco pela realização das formalidades aduaneiras e o pagamento dessas formalidades, tributos aduaneiros, taxas e qualquer outra despesa) necessário para a importação no país de destino. DDP representa a máxima obrigação para o fornecedor.

  • ENTREGUE SEM TAXAS PAGAS  (DELIVERED DUTY UNPAID – DDU)

    Significa que o vendedor transfere os bens ao comprador, sem estarem desembaraçados para importação, no país importador e sem serem descarregados de qualquer meio de transporte utilizado até o local de destino mencionado. O vendedor deve assumir os custos e riscos até a chegada dos bens no local de destino designado. Os tributos devem ser assumidos pelo comprador, assim como qualquer despesa e risco causados por ele ter falhado no instante de liberar os bens comprados.

  • ISENTO DE TAXAS NO EMBARQUE E NO DESEMBARQUE  (FREE IN AND OUT – FIO)

    Condição de transporte que indica que as despesas de embarque são do exportador e as de desembarque do importador, nada cabendo ao armador.

  • PROGRAMAÇÃO BASEADA NA TAXA  (RATE BASED SCHEDULING)

    Método de programação e produção baseado em uma taxa periódica média, por exemplo, diária, semanal ou mensal. Este método tem sido aplicado tradicionalmente nas indústrias de alto volume e de processo. O conceito também foi aplicado dentro das seções de trabalho, usando arranjos físicos em células e programas nivelados de modelos mistos onde a taxa de produção é combinada com a taxa de vendas.

  • SOBRETAXA  (SURCHARGE)

    Adicional cobrado sobre o frete comum.

  • TAXA  (DUTY)

    Taxa na importação e/ou exportação de mercadorias.

  • TAXA DE ATRACAÇÃO  (WHARFAGE TAX)

    Uma taxa cobrada do expedidor por usar um cais para atracação, carga ou descarga de uma embarcação ou estocagem de produtos além do cais ou doca.

  • TAXA DE FLUXO  (FLOW RATE)

    Taxa de produção; o inverso do tempo de ciclo; por exemplo, 360 unidades por turno (ou 0,75 unidades por minuto).

  • TAXA DE GASTOS  (BURN RATE)

    Taxa de consumo do caixa de uma empresa. Usada para determinar as necessidades do caixa continuamente. Uma taxa de gastos de $ 50.000 significa que a empresa gasta $ 50.000 por mês acima do fluxo de caixa de entrada para sustentar os negócios. As empresas empreendedoras calculam suas taxas de gasto para saber quanto tempo elas têm antes de levantar mais dinheiro ou demonstrar um fluxo de caixa positivo.

Página 1 de 2

Esconde a coluna direita

A Revista LOGÍSTICA & SUPPLY CHAIN

A revista LOGÍSTICA & SUPPLY CHAIN destaca-se por sua qualidade editorial e pauta criteriosamente estabelecida com o auxílio de um Conselho Técnico Editorial formado por profissionais experientes e atuantes no mercado de logística, com o objetivo de desenvolver reportagens criativas e atuais para os leitores. A participação constante em eventos nacionais e internacionais garante a antecipação de tendências aos leitores.